19 de jul de 2010


Caminho

3

Que sensação estranha sinto dentro de mim, um vazio irreversível, uma dor constante dentro de mim e você para e sente que você não vale nada. O que eu tenho que fazer com você? Pisar com o meu salto alto no teu coração e abrir feridas? Não, jamais faria isso com você, por que EU TE AMO muito e jamais queria ver o seu sofrimento. Jà tentei te esquecer de varias formas, mas sempre respeitando os meus sentimentos por você, como è dificil, enquanto eu escrevo, muitas coisas em minha casa me lembra você e primeira mùsica que tu cantaste pra mim rola no quarto ao lado. Tudo que eu faço pra tentar te esqucer, acabo te encontrando no caminho e paramos para dar aquela conversa, talvez seja o amor que me liga a você, a esse amor... Fico muito feliz em saber que sua vida continua, mas logo fico triste quando sei da sua nova rotina.Mas tudo bem sem làgrimas dessa vez, vou caminhar por aì procurando a tal felicidade, eu, minha mochila e as borboletas em meu estômago.

3 comentários:

Andressa disse...

:~
o bom é saber que a gente vai seguir em frente, e vai olhar um dia pra tudo isso e achar que serviu de aprendizado!

Borboletas no estômago disse...

isso è a melhor parte!

Bruna disse...

oinnnnnn

Postar um comentário